Cuidado! Compartilhar fone de ouvido pode causar infecções | Hospital Proncor

O uso de fones de ouvido, como qualquer acessório frequentemente manuseado, pode carregar micro-organismos como bactérias e fungos.

Se a pele se encontra sadia e a imunidade do corpo estiver boa, o canal do ouvido consegue se proteger da presença destes micro-organismos. Mas, se a pele está ferida, com descamação, espinhas, ou mesmo machucados — como ocorre após cutucar com cotonetes ou outros objetos como grampo ou tampa de caneta — ela pode sofrer pequenos traumas que servem como porta de entrada para os micro-organismos.



Tipos de infecções


A infecção bacteriana pode apresentar sintomas como dor e ouvido tampado pelo inchaço no local, necessitando ajuda rápida junto ao médico otorrinolaringologista.

Numa infecção por fungos, o problema pode ser de início lento com uma leve coceira a qual pode piorar intensamente até mesmo com saída de secreção. O problema pode ser pior se a pessoa já tem um tímpano perfurado, o que chamamos de otite crônica, onde pode ocorrer uma reativação de uma infecção antiga da orelha média (região atrás do tímpano) com grande agravamento do problema inclusive com risco de perda auditiva como sequela. O mesmo pode ocorrer em pessoas que foram operadas do ouvido e têm um tubo de ventilação, permitindo que a infecção penetre mais fundo.